COMPARTILHAR
A Secretaria da Assistência Social de Campina Grande (Semas) apresentou na manhã desta quarta-feira, 24, no auditório do Sine-CG, o balanço da Ação Intersetorial de Combate à Exploração do Trabalho Sexual de Crianças e Adolescentes durante a realização do Maior São João do Mundo 2019.

Foram apresentados os números que identificam o crescimento da festa e a implantação de novas estratégias de combate à exploração do trabalho infantil, como também a proteção dos direitos das crianças e dos adolescentes.

No interior do Parque do Povo foram realizadas 99 abordagens, durante os 30 dias de realização do evento, com um pico de crescimento nos dias de apresentação das atrações que levaram maior público ao local.imagem

Segundo a gerente da Criança da Semas e uma das coordenadoras da Ação no Parque do Povo, Magliana Leite, foi identificado um novo tipo de violação, o risco pessoal. “Os pais deixavam as crianças expostas ao frio, ao som em alto volume e, muitas vezes, eram encontrados com indício de embriaguez”, disse Magliana.

A novidade no combate à exploração do trabalho infantil foi à chegada da Ação Intersetorial ao distrito de Galante, local que recebe uma multidão de turistas e forrozeiros durante a realização do Maior São João do Mundo.

E em Galante, a Semas contou com a parceria da Organização Internacional do Trabalho, agência ligada à Organização das Nações Unidas que, no ano passado, conheceu o trabalho de garantia dos direitos das crianças e fez questão de participar em 2019.

Em Galante foram realizados 110 atendimentos, ligados à exploração do trabalho infantil, risco pessoal e consumo de drogas. Dos 110 atendimentos, apenas cinco foram encaminhados ao Conselho Tutelar.

“Apenas iniciamos o trabalho em Galante. E nos deparamos com uma barreira cultural, que com o tempo vamos vencê-la, pois lugar de criança é na escola e com a garantia de todos os seus direitos”, destacou Jussara Melo, uma das coordenadoras da Ação Intersetorial em Galante.

Na sua fala ao público presente na apresentação do balanço, a secretária de Assistência Social, Eva Gouveia, fez questão de parabenizar o engajamento de todos os técnicos sociais, como também o apoio do prefeito Romero Rodrigues, que atendeu aos pleitos da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente, formada não apenas pela Semas, mas também pelo Ministério Público Federal do Trabalho, Vara da Infância e Juventude, Promotoria da Infância e Juventude e outros parceiros da sociedade civil.

“Já temos o aval do prefeito Romero Rodrigues para ampliarmos a atuação da Ação Intersetorial para o também distrito de São José da Mata em 2020”, destacou Eva Gouveia.

Estavam presentes à apresentação do balanço o deputado estadual Tovar Correia Lima, o procurador federal do Trabalho, Marcos Antônio, e a promotora da Infância, Juliana Couto, entre outras autoridades.

Fonte: Codecom

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here